Home Noticias Uma pele ideal

Uma pele ideal

47
0
COMPARTILHE


Renata Ayd em sessão de Laser de CO2 Fragmentado

A acne é uma doença multifatorial que muitas pessoas enfrentam. Para isso, é comum a técnica da Luz Intensa Pulsada como procedimento complementar aos tratamentos locais e orais para o quadro da acne inflamatória, uma vez que o

calor emitido acelera o resultado. Já o Laser de CO2 Fragmentado atua na cicatriz pós-tratamento da acne inflamatória, estimulando a produção de colágeno que remodela as camadas da pele.

As médicas Anna Donato e Renata Ayd são associadas da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e defendem que cabe ao profissional fazer a indicação correta de tratamento para cada caso.

“A gente segue mais ou menos um protocolo. Começamos com tratamentos tópicos, às vezes associados ao antibióticos via oral, e observamos a resposta do paciente. Podemos associar o tratamento domiciliar com a Luz Intensa Pulsada, que vai melhorar o processo inflamatório da acne e, com isso, também o quadro de vermelhidão, atuando nessas bactérias que estão colonizando a pele e provocando a acne”, detalha a doutora Anna Donato.

A dermatologista explica, ainda, que a acne é mais comum nos adolescentes, pré-puberais, mas também pode acometer mulheres com doenças metabólicas, como síndrome de Ovário Policístico.

“Depende muito da genética. Tem gente que, quando entra na puberdade, já tem acne. Atendemos pré-adolescentes de 10 anos com esse problema, mas são pacientes que não fazemos laser ainda porque são muito novos”, afirma Renata Ayd.

O Laser de CO2 Fragmentado é indicado para a cicatriz quando o paciente não está mais na fase inflamatória da acne e pretende homogeneizar a pele.

“Tem pacientes com quadro grave ou adolescentes que não tratam, e aquela acne inflamatória perdura por muito tempo. Lá na frente vai provocar lesões cicatriciais. Esses casos deixam manchas, cicatrizes de acne que podem acometer tanto a face quanto o corpo, que geram fibroses e depressões, os buraquinhos vistos na pele”, exemplifica Anna Donato.

A dermatologista Anna Donato sugere os tratamentos para o rejuvenescimento da pele

Anna explica, ainda, que o Laser de CO2 Fragmentado tem afinidade com a água da pele e, quando utilizado, faz uma vaporização e promove um aquecimento da região. Com isso, ocorre uma renovação celular e formação de novo colágeno, melhorando a textura da pele.

“A água vai absorver a energia do laser, aquecer as células da pele, que vão vaporizar, o que vai deixar um espaço na pele, obrigando-a a se regenerar. Quando ela sofre a vaporização, a pele se retrai e promove uma reorganização do tecido que foi vaporizado. É indicado para aquelas cicatrizes que são de alturas diferentes, já que Laser de CO2 consegue nivelar a pele do paciente”, afirma Anna Donato.

Dentre as contraindicações comuns, como mulheres grávidas e pacientes em uso de Roacutan (isotretinoina), a mais específica para esse caso são pessoas de fototipo mais alto, ou seja, peles morenas. Esses pacientes correm o risco de fazer uma pigmentação porque o laser tem afinidade pela melanina, podendo escurecer a pele. Segundo Anna Donato, os dermatologistas contraindicam ou às vezes ajustam os parâmetros da máquina para evitar o aparecimento de manchas residuais. 

“O pós-operatório da Luz Intensa Pulsada é tranquilo. O paciente termina e parece que nem fez nada. Claro que tem que ter um cuidado quanto à proteção solar porque a pele fica mais sensível, mas quem olha de fora não percebe que você fez. Já o laser de CO2 provoca um monte de casquinhas como se fosse uma linha pontilhada no rosto todo e demora, às vezes, até 10 dias para sair. No dia seguinte, o paciente fica com o rosto inchado, é um laser mais agressivo”, conta Renata Ayd.

Anna atenta para o fato de que o laser de CO2 pode causar edema e vermelhidão nas primeiras 24h.

“Mas, com as compressas geladas e as pomadas calmantes prescritas, a partir do segundo ou terceiro dia, restam apenas as ‘casquinhas’”, conclui. 

Fonte: http://www.ofluminense.com.br

O post Uma pele ideal apareceu primeiro em Site da cidade de Niterói.



Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA